ABRIL ESPETACULAR

“Avengers: Endgame” encerra a luta contra Thanos

Este mês promete para os fãs de super-heróis e blockbusters, mas também oferece opções de horror e drama. A competição pela sua atenção será fervorosa com o lançamento de “Shazam!”, “Pet Sematary”, “The Best of Enemies”, “Hellboy”, e “Avengers: Endgame”.

“Shazam!” 

Após dois lançamentos de sucesso com “Wonder Woman” (2017) e “Aquaman” (2018), a DC parece finalmente ter encontrado a fórmula certa para transplantar seus heróis dos quadrinhos para a tela grande. Dessa vez, ao invés de guerreiras amazonas e reis do oceano, “Shazam!” conta a história de Billy Batson, um menino de 14 anos que de repente recebe os poderes de um mago e com um grito se transforma em um adulto superpoderoso. Prometendo focar em humor, o filme está sendo descrito como uma mistura de “Big” (1988) com Tom Hanks e antigo “Superman” (1978) com Christopher Reeves – o que uma criança faria se virasse o homem de ferro do dia para a noite?

Com Zachary Levi (da série de TV “Chuck”) no papel do titular Shazam, o novato Asher Angel como Billy Batson, e Jack Dylan Grazer (“It”, 2017) como Freddy e irmão adotivo de Billy, resta descobrir se os atores de “Shazam!” tem a química necessária para tornar esse filme mais um sucesso para a DC.

“Pet Sematary” 

“Pet Sematary” é mais uma adaptação de um livro de Stephen King. Conhecido como o rei do terror e com mais de 350 milhões de livros vendidos, King escreveu em 1986 esse conto sobre uma família que se muda próxima a um cemitério amaldiçoado de animais de estimação. Como toda história de terror, logo tudo começa dar errado e o patriarca da família descobre os segredos místicos do terreno.

Dirigido pela dupla Kevin Kölsch e Dennis Widmyer (da série de TV, “Scream”), esta nova adaptação será lançada exatamente 30 anos após a versão de 1989 e tem nos papéis principais John Lithgow (“The Crown”) e Amy Seimetz (“Stranger Things”).

“The Best of Enemies”

Baseado em fatos reais, “The Best of Enemies” conta a história da ativista negra Ann Atwater (Taraji P. Henson) e do membro do Ku Klux Klan Claiborne Ellis (Sam Rockwell), que após serem nomeados membros de um comitê para desagregação de escolas, descobrem ter um objetivo em comum: a educação e bem-estar de suas crianças. O script é uma adaptação do livro “The Best of Enemies: Race and Redemption in the New South” de Osha Gray Davidson e o filme tem a direção de Robin Bissell (“The Hunger Games”, 2012). Em uma época de forte divisão politica, o filme busca trazer a esperança de que as pessoas podem mudar para melhor.

 

“Avengers: Endgame”

Sem dúvida um dos filmes mais esperados do ano, “Avengers: Endgame” traz seu time original de super-heróis mais a novata Capitã Marvel para lutar contra Thanos e talvez, salvar metade do universo. Nunca antes a Marvel se dedicou tanto para proteger os segredos de um de seus filmes – até mesmo o trailer foi alterado para não revelar a presença de certos personagens. Os irmãos Russo, responsáveis por dirigir o filme, também fazem questão de confundir os fãs com insinuações sobre a trama final. Até mesmo a duração do filme ainda não foi revelada.

O que sabemos é que Chris Evans, Scarlett Johansson, Robert Downey Jr, Mark Ruffalo, Josh Brolin e Chris Hemsworth estão de volta em seus papéis icônicos. Muitos fãs temem que este seja o último filme desses heróis, mas nada está confirmado. O que é certo é que esse filme será um espetáculo para os olhos e um dos maiores lançamentos da Marvel até hoje. Os sobreviventes dessa luta serão os protagonistas da próxima era no universo Marvel.

Hellboy” – 12 de Abril

A ovelha negra dos quadrinhos está de volta às telas de cinema. Originalmente adaptado em 2004 por Guillermo del Toro, desta vez “Hellboy” volta com um novo ator principal em um soft reboot. Ignorando a história de “Hellboy” (2004) e “Hellboy II: The Golden Army” (2008), esta versão apresenta o demônio com um coração de ouro novamente para o mundo.

A trama foca na luta de Hellboy (agora interpretado por David Harbour de “Stranger Things”) contra uma feiticeira (Milla Jovovich dos filmes “Resident Evil”) para evitar o final dos tempos. O diretor prometeu aos fãs uma adaptação mais fiel aos quadrinhos originais, incluindo cenas violentas que deram ao filme a classificação R (só para maiores de 18 anos).

About Jornal Brasileiras & Brasileiros