Amor unido por duas Américas

Imigrar é difícil. Apesar da tecnologia atual -que aproxima as pessoas- ainda assim, há risco e receio para quem quer mudar de país.Imagine tomar esta decisão na década de 1960, quando poucos brasileiros saíam do Brasil. 

Esta é a história da brasileira, Perola Krutman, neta de imigrantes oriundos do leste europeu, que nasceu em Recife, PE, em 1940. 

Mais de meio século vivendo na América, agora a vida de Perola está registrada no livro “A Pearl and Her King”, obra escrita por Pamela Ruben, que relata fatos compilados diretamente dos  protagonistas “Pearl & King”: a brasileira, Perola e o americano, William Halikman.

O livro narra, com bom humor, o início do relacionamento, em um encontro imprevisível. Ainda assim, o destino selou a relação que dura mais de 60 anos.

No início, a dificuldade de comunicação era grande. William não falava Português e Perola não sabia nada de Inglês. Apesar disso, o amor falou mais alto e o casamento aconteceu seis meses após o primeiro encontro.

Dois filhos brasileiros nasceram desta união, que teve início, em 1958, no Brasil até a transferência de William para os EUA, em 14 de fevereiro de 1963, quando ele foi trabalhar na NASA, Cape Canaveral,FL.

Nesta época, a diferença entre Brasil e Estados Unidos era bem acentuada. Máquinas já faziam parte do cotidiano da rotina doméstica da mulher americana. Até a tarefa de lavar e secar roupa era um risco para Pearl. Um belo dia ela quase pôs fogo na casa quando a lavadoura automática explodiu, quando foi acionada incorretamente. 

Foi na América que Pearl aprendeu o ofício de cabelereira. Após trabalhar no ramo por vários anos como funcionária; Pearl criou coragem para abrir o seu próprio salão, em Brevard County, Fl: Copacabana. 

O local era bem frequentado e ficou conhecido por atender clientes famosos que passavam férias em Cocoa Beach ou moravam na região; entre eles destacam-se atrizes e astronautas. 

Foi em New York onde Pearl adquiriu a técnica de fazer apliques para cabelo. O produto era para atender pacientes de câncer que perdiam os cabelos após a quimioterapia. Anos mais tarde, esta ação filantrópica rendeu à estilista um prêmio da American Cancer Sociaty. 

Desde criança Pearl aprecia o desenho. Agora, aposentada, ela dedica seu tempo para a pintura. A autora explica sua paixão pela natureza como foco de inspiração. “Somos como as árvores: produzimos frutos, precisamos de água e sol para criar raízes profundas. Devemos balançar conforme o vento para não quebrar”. 

O livro “A Pearl and Her King” pode ser encontrado no Amazon.com

About Jornal Brasileiras & Brasileiros