Aumento dos contágios faz Israel atrasar entrada de turistas

O governo de Israel decidiu adiar para 1º de agosto a permissão para a entrada de turistas no país, que estava marcada para 1º de julho e foi atrasada devido ao aumento das infecções por covid-19.

A decisão, que até agora prevê apenas a entrada de turistas vacinados, foi anunciada pelo gabinete do primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, e foi divulgada no âmbito de uma série de novas medidas para travar o avanço da pandemia.

Entre as outras medidas se destacam também o aumento das multas por violação da quarentena e a intensificação do monitoramento das cadeias de contágio e das campanhas de informação para estimular o cumprimento da nova regulamentação, entre outras.

Por outro lado, essas medidas são divulgadas uma semana após a suspensão da obrigação de uso de máscara em ambientes internos e em um contexto de preocupação no país com a disseminação da variante Delta, detectada pela primeira vez na Índia. Muitos dos infectados com a nova variante são pacientes já vacinados, o que tem soado os alarmes no país, onde mais de cinco milhões dos pouco mais de nove milhões de habitantes foram vacinados e onde a pandemia deixou de ser uma preocupação.

About Jornal Brasileiras & Brasileiros