“Coloco minhas fichas no Texas”

Alex Colombini

Baiano de Jequié, Alex Colombini, 43 anos, trocou o Brasil pelos Estados Unidos há 15 anos. Mesmo antes da pandemia, em 2017, seduzido pelo bom clima da Flórida, trocou Boston por Orlando. E diz que está muito satisfeito com a mudança. 

“Em Boston e região norte o inverno é longo e rigoroso. Aqui as crianças aproveitam o clima o ano inteiro e podem fazer atividades ao ar livre” – diz ele.

Nos Estados Unidos, o casal Alex e Fernanda teve 3 filhos, Alex Jr, Giovanna e David, hoje com 13, 12 e 6 anos. A alteração – pra melhor – na rotina da família, não atrapalha em nada a vida profissional do pai, que incorporou o home office. Formado em Direito, ele é dono do Jornal dos Sports, que existe há 29 anos; e de uma agência de publicidade. Não consegue se beneficiar do pagamento menor de impostos porque as empresas continuam em Massachussetts, mas garante que o trabalho remoto está dando super certo:  

“Trabalho nas áreas de jornalismo e publicidade, com uma equipe incrível: jornalistas, distribuidores de jornal, diagramador, design gráfico; uma equipe muito boa que facilita bastante o trabalho à distância. Mas o contato olho no olho e o cafezinho com o cliente tem um peso muito forte, por essa razão vou a Boston duas vezes por mês. Quando estou em Orlando, trabalho pelo telefone e internet. A pandemia potencializou ainda mais o trabalho remoto; atendo muitos clientes via vídeo conferência. Com internet e uma boa equipe é possível trabalhar à distância e fazer um trabalho de qualidade, atingindo o objetivo final que é atender com excelência nossos anunciantes e leitores”. 

Atento às novidades, ele tem acompanhado com interesse essa onda de tecnologia que chega a Miami, mas não concorda que a região será o novo Vale do Silício. Acredita que por trás há uma jogada de marketing muito forte. Sua aposta é outra: “Coloco minhas fichas no Texas, que também está nessa briga por esse título de Novo Vale do Silício”.

“Orlando deve focar no turismo mesmo que já está consolidado e tem grande estrutura para isso” – ele conclui.

About Jornal Brasileiras & Brasileiros