De volta às aulas

São inúmeras as consequências causadas pelo isolamento provocado pelo Covid-19 em nossa vida diária. Aspectos como saúde, trabalho, economia, relacionamento, lazer têm mudado a rotina da sociedade. Seis meses após o primeiro caso registrado da doença nos EUA e a falta da vacina, nos resta seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde, de governantes para se proteger. 

Aos poucos, temos que voltar à vida normal e se adaptar ao novo convívio social. Cada setor vem sofrendo uma grande transformação. O trabalho à distância vem ganhando espaço em relação ao sistema presencial. Empresas de prestação de serviços preferem manter seus funcionários trabalhando de casa, diferentemente do que acontece na indústria e na agricultura. O comércio está sendo afetado fortemente com a concorrência das vendas online. Basta dar uma volta na cidade e ver a quantidade de lojas e estabelecimentos fechados parcial ou definitivamente. 

Agora é a vez da Educação. Com o retorno às aulas, os pais com filhos em idade escolar têm dúvidas entre escolher pelo ensino à distância ou o presencial. A preocupação com a Saúde fala mais alto do que a comodidade, quando a escolha é em manter os filhos em casa. A falta de tempo, disciplina, o distanciamento da criança dos amiguinhos e professores, levam os pais a optar por levar seus filhos para a escola. 

Apesar do ensino virtual já ter uma presença forte nas universidades e cursos para adultos, este método ainda encontra-se em fase experimental quando o foco é a criança e o adolescente. Pensando nisso, o B&B abriu espaço para compartilhar o assunto com os leitores. Convidamos alguns pais que optaram entre um método ou outro. 

Para se aprofundar  no assunto, convidamos, Meire Damaceno, Educadora, com mais de 30 anos de experiência, que vai pontuar as vantagens e desvantagens entre os diferentes métodos.

Boa Leitura.

About Jornal Brasileiras & Brasileiros