“Designer Dogs” ou Cães Híbridos

Lucia De Cicco

Os chamados “Designer Dogs” ou “Cães Híbridos” se tornaram muito populares nos Estados Unidos, Austrália, Canadá e Inglaterra. No Brasil, os cães híbridos, ainda são aqueles nascidos por acaso ou por acidente de cruzas indesejadas. Esses cães surgiram de cruzamentos de diferentes raças. Muitas considerações foram envolvidas. Até mesmo os mais conhecidos criadores e Juizes de cães de raça pura, estão se tornando fãs dos “Designer Dogs”.

“Designer Dogs” são o resultado do cruzamento de duas raças puras, mas existe exceções. Algumas dessas novas raças surgiram de cruzamento de mais de duas raças puras como é o caso do Labradoodle Australiano.

Não podemos confundir “Designer dogs” com cães mestiços. Os cães mestiços são cruzamentos de raças indefinidas já o “Designer dogs” é resultado do cruzamento de duas raças puras diferentes que foram cruzados para se obter certas qualidades desejáveis de ambos os pais.

Os cães que hoje são conhecidos como raça pura também foram um dia mistura de raças. Mas, isso não significa que estas raças são “designer dogs” pois são resultados de mais de um cruzamento, incluindo, muitas vezes, o cruzamento consanguíneo para obter o resultado desejado. Por expemplo: O pastor alemão foi cruzado com o pinsher alemão para adquirir o doberman que foi cruzado posteriormente com o galgo, weimeraner e o terrier de manchester para refinar a raça.

Quando surgiu o “Designer Dog”?

No começo dos anos 1980, Wally Conron (hoje com 90 anos), resolveu cruzar duas raças: o labrador e o poodle, criando o Labradoodle. Conron trabalhava na “Royal Guide Dog Association of Australia” – Associação Australiana Real de Cães Guia – e foi procurado por uma mulher cega e residente no Havaí. Ela precisava de um cão guia que não provocasse alergia nas pessoas pois o marido era alérgico a cães. Entretanto, nenhuma raça usada como guia era hipoalergenica. Conron decidiu tentar o cruzamento de poodle com o labrador. Ele encontrou um poodle treinado de bom temperamento e acasalou com o labrador. O resultado foram três filhotes. O marido da mulher descobriu que o filhote não lhe provocava alergia. A nova raça era o ajuste perfeito para quem precisava de um cão guia e tinha alergia. No início, a nova raça não teve êxito comercial até que Conron propôs a grande idéia de marketing. Ele decidiu deixar de mencionar a palavra Hibrido e passou a introduzir o termo “labradoodle” para os filhos de Guia de cegos e antialérgicos. Assim teve inicio aos “Designer Dogs”ou “Cães Hibridos”.

Hoje existem mais de 700 raças diferentes que foram misturadas e passaram a ser conhecidas como “designer dogs” ou cães híbridos. Veja algumas das mais populares:

Labradoodle – Labrador com Poodle Standard. Um cão grande com temperamento maravilhoso e que não perde pêlo.

Goldendoodle – Golden Retriever com Poodle Standard. Este cruzamento tem a mesma finalidade do labradoodle.

Porkie – Pug com Yorkie. Um cachorro pequeno que é mais amável que o Yorkie standard com cabelo mais longo e o temperamento calmo do Pug.

Cockapoo – Uma cruza entre um cocker spaniel e um poodle. Considerado muito inteligente, com pouca perda de pêlo, pequeno e excelente cão para a família.

Schnoodle – Schnauzer e um Poodle, novamente com uma tentativa para ter um cão inteligente, companheiro e que não perde pêlo.

Daisy Dog – Esta raça é uma das exceções. É o cruzamento entre um poodle, o shih tzu e o Bichon. Estes cães são considerados muito calmos, excelentes companhia para viagens e vivem em espaços bem pequenos.

Poogle  – Cruza entre um poodle e um beagle. Cachorro de tamanho pequeno que é enérgico e fácil de treinar.

Puggle – Pug e um beagle. Estes são cachorros muito amigáveis que amam ser envolvido em todos os aspectos da família.

Lucia H Salvetti De Cicco
Jornalista Idealizadora, Diretora de Conteúdo e Editora-Chefe do Portal Saúde Animal. Auxiliar Prático de Veterinária