Direito de escolha

Luciana Bistane

A pílula anticoncepcional promoveu uma liberação sexual quando surgiu, em 1960, justamente por prevenir a gravidez, dando ao casal o direito de escolha. Ao trazer a liberdade, impôs a responsabilidade da decisão.  

E decidir nem sempre é fácil, até mesmo quando a gente quer filhos. É o momento certo de descuidar da minha profissão? Não seria melhor fazer, antes, uma reserva financeira? Vou ter que adiar projetos? Estamos maduros o suficiente para sermos pais? Quero encarar uma mudança brusca na nossa rotina?   

Nos países desenvolvidos, a taxa de natalidade vem caindo há anos a ponto de alguns adotarem medidas para incentivar os casais a terem filhos. No Japão, por exemplo, o primeiro-ministro Yoshihide Suga quer que os planos de saúde passem a cobrir tratamentos de fertilização in vitro. A Itália se prepara para recompensar com um lote de terras rurais, os casais que tiveram o terceiro filho, entre 2019 e 2020.

Convenhamos, engravidar agora em época de pandemia, é mesmo um ato de coragem. Essa é a preocupação do momento, mas outros são os principais motivos da diminuição na disposição das mulheres de se tornarem mães, segundo pesquisas sobre a queda da natalidade: fatores econômicos, preocupação com a carreira, problemas de infertilidade e decisão própria.  

A maternidade é o tema do B&B deste mês. Um tema amplo e que suscita muita discussão. 

Para essa edição convidamos a professora Marilza de Lorenzo, que decidiu não ter filhos e enfrentou as cobranças que sempre vêm de amigos e parentes mais próximos; a jornalista Patrícia Pioltini que preferiu, primeiro, dar um gás na profissão para depois engravidar. E a gestora cultural Luana Cunha, que está esperando o primeiro filho e se queixa que a maternidade é muito “romantizada”, que os inconvenientes são minimizados enquanto o lado bom é super valorizado.

Em seu artigo, a psicoterapeuta e escritora Eliana Barbosa tem uma mensagem para as mães de primeira viagem, fala porque filho deve ser mais do que uma realização pessoal e diz como devem se posicionar as mulheres que decidem não ser mães.

About Jornal Brasileiras & Brasileiros