Há sempre um propósito maior e melhor

Nascida e criada numa cidade tensa, porém maravilhosa, solteira, empregada como Gerente Financeira, Marcia Romero vivia uma vida estável. Morava com seus pais e viajava todo final de semana. Em Setembro de 1996, ela recebeu o Aviso Prévio da empresa que trabalhava há 16 anos. Estavam dispensando seus serviços, sem justa causa, devido a um corte nos custos da organização.

Apesar de graduada em Administração de Empresas e especializada em Finanças, por quase três meses, procurou um novo trabalho, porém recebeu muitas recusas gerando um processo de desânimo e depressão. Vendo seus pais preocupados tomou uma decisão temporária: aceitar o convite de uma ex-colega de trabalho para mudar para Orlando, FL, onde já se encontrava.

Relutante, Marcia deixou seus pais e seu país temporáriamente, por seis meses, para estudar inglês e voltar para o Brasil (este era seu plano).  Porém, “quando Deus tem algo maior e melhor para nós, nada impede que os Planos Dele se realizem”, diz Marcia.

A MUDANÇA DE PAÍS

Desembarcando em Orlando, FL, no dia quatro de dezembro de 1996, Marcia não tinha idéia do Plano o qual ela seria a protagonista. Com o saldo do seu Fundo de Garantia e a venda do carro, Marcia chegou neste país sozinha e com nove mil dólares na bolsa… nada mal para 1996.

Dividindo um quarto na casa da ex-colega de trabalho, dormindo em um colchonete e compartilhando o banheiro, não foi difícil. Desafiador foi trabalhar de camareira de um hotel, de segunda a sábado, limpando 24 quartos e ainda estudar à noite por três horas no curso de inglês. “-Vamos que vamos, serão somente seis meses”, pensava Marcia.

Antes de completar seis meses de estadia no país, Marcia solicitou a extensão de permanência. Para sua surpresa, neste período de estadia prolongada conheceu um rapaz e se casou. Em seguida mudou de profissão: foi trabalhar em uma empresa americana como Assistente Administrativa de Contratos.

Após quatro anos de América, para quem veio por apenas seis meses, era demais! Adaptada à cultura e ao estilo de vida americano, Marcia respeita a educação que esta cultura dispensa ao próximo; a seriedade em tudo e a política de punição para àqueles que não seguem as leis. Entretanto, a vida de Marcia tomou outro rumo. Seu esposo pediu o divórcio e ela decidiu “sacudir a poeira, dar a volta por cima” e triunfar. No final do mesmo ano, conheceu seu atual esposo, e este, a apresentou à pessoa que mudaria sua vida em todos os sentidos… esta pessoa é JESUS DE NAZARÉ.

A ENFERMIDADE

Casada, empregada na área contábil-financeira e a família completa, em 31 de dezembro de 2007, depois de três meses sofrendo de uma dor de cabeça, Marcia foi diagnosticada com um “subdural hematoma” no lado direito do cérebro. Na Emergência, ela deu entrada no Hospital Orlando Health, sofreu duas cirurgias e entrou em coma por 5 dias. Com o cérebro e órgãos entrando em falência, os médicos a condenaram a 30% de chance de vida.

Orações vindas de diferentes lugares contribuíram para Marcia acordar do coma, em 7 Janeiro 2008, porém tinha perdido a habilidade de andar, falar e reconhecer pessoas, mas estava viva. Os dias se passaram e o Milagre foi completo!  Recuperou as habilidades perdidas e hoje não apresenta qualquer sequela desta assustadora experiência.

O encontro que teve com Jesus enquanto no leito do quarto do hospital fez toda a diferença em sua existência.  Uma visão de Jesus surgiu em sua frente e uma voz incomparável lhe disse que a válvula do amor de seu coração estava enferrujada e entupida e que não O estava agradando. Em seguinda, um coração humano voava em sua direção. “Aquele momento mudou o meu ser…tornei-me uma pessoa diferente, comecei a sentir um amor singelo e genuíno pelas pessoas…é muito gostoso”, lembra Marcia.

“PROPÓSITOS DA VIDA” QUE NÃO ENTENDEMOS

Depois de recuperar sua rotina, Marcia entendeu que Milagres acontecem para um propósito e oito meses depois de sua cirurgia, em 2008, pediu demissão do trabalho e se dedicou ao trabalho social comunitário.

Em 2011, em oração, questionou a Deus qual era Seu plano para ela. “Então ouvi uma voz, saindo de minhas entranhas me dizendo: Quero que cuide das pessoas enfermas”, conta Marcia. No mesmo ano, Marcia realizou vários eventos beneficentes para membros da comunidade e fundou a PEOPLE WHO MAKE A DIFFERENCE FOUNDATION.

Em 2015, graduou-se em Capelã Hospitalar, pelo Flórida Hospital. Ela visita os doentes internados levando suporte espiritual, orando por eles e exercendo o “Ministério do Silêncio”. “Ter ouvidos disponíveis para ouvir o outro está cada dia mais difícil. Quando paramos para ouvir o que o outro tem para falar é muito gratificante…é humano, é amor incondicional”, garante Marcia.

“Diante dessas experiências entendi que havia sido chamada para este Propósito. Deixando o Criador orientar o meu caminho, com certeza os obstáculos e dificuldades NÃO deixariam de existir, mas ultrapassaria e sobreviveria a todos com o sabor da missão cumprida”, celebra Marcia.

Conselho

Se você deseja ser imigrante em algum lugar, deixo essa reflexão para você: “Nós fomos criados a imagem e semelhança de Deus, assim eu creio; todos temos a livre escolha, uma opção que o próprio Criador nos deu; todos temos desejos, sonhos e objetivos; todos nós. Aqui vai o que funcionou para mim:

1) descubra o propósito de SUA vida na terra;

2) seu propósito deve beneficiar alguém, pois tudo que emana de você, voltará para você;

3) siga as orientações Dele e deixe-se guiar pelo Criador.

SALDO ATUAL DA MINHA JORNADA COMO IMIGRANTE

Um saldo de gratidão a Deus pelas oportunidades vividas como imigrante. Em 23 anos de América, posso dizer que “uma vida com significado é uma vida com propósito”. Eu vivi, chorei, sofri, quase morri, renasci em Jesus, casei, formei família, ajudei e fui muito ajudada, aprendi a amar e a ter domínio próprio, aprendi que tudo na vida vale a pena quando você tem um Deus que você sabe que te ama, te protege, te livra do mal, te CURA, te

consola, te presenteia com detalhes, faz suas vontades, e apenas requer de volta OBEDIÊNCIA a Ele e a seu Amor sem fim.

Muito importante é que você jamais esqueça que está se mudando para outro país. Outra cultura, outro idioma, outras regras e outras leis, OUTRO TUDO!  Faça todo o esforço do mundo para respeitar e se adaptar ao novo ambiente que você escolheu viver. Isto é muito sério e fundamental. É a SUA BASE DE SUCESSO.

Sempre faça a analogia que você é um visitante na casa de alguém. Você não deve abrir a geladeira, colocar os pés para o alto ou mesmo ouvir a televisão em alto som. Aprenda as regras da casa que está hospedado e SIGA-AS, ADAPTE-SE! Assim fazendo, tenha certeza que você será bem-vindo e convidado a ficar por um bom tempo. Jamais se esqueça disto e aplique ao seu dia a dia.

Eu me esforcei e atingi meu objetivo de fazer o meu melhor, e esse povo maravilhoso desta terra chamada Estados Unidos da América me recebeu de braços abertos. Aprendi que se eu respeitar, serei respeitada, se eu obedecer terei minha recompensa! Agradeço ao meu Amigo Jesus por tudo que me proporcionou até aqui e pelo que ainda está por vir.

 

MARCIA ROMERO
Márcia Romero é nascida no Rio de Janeiro, Brasil e mudou-se para os EUA em Dezembro de 1996.  É formada em Administração de Empresas, possui trinta anos de experiência na área administrativa e financeira em médias e grandes empresas no Rio de Janeiro, Brasil e em Orlando.  Em 2015 graduou-se em Capelania Hospitalar pelo Advent Health Hospital. Ela é casada, tem uma enteada, genro, um netinho chamado Matheus de nove anos e Gabriella que está a caminho e sendo esperada para o mês de Fevereiro. marciaromerousa@gmail.com

About Jornal Brasileiras & Brasileiros