Movimentos durante o sono beneficiam a memória, aponta estudo

Motivados pela tradicional ideia de que as crianças adormecem mais fácil quando são ninadas, pesquisadores suíços estudaram os efeitos das movimentações durante o sono em humanos adultos e em ratos, e descobriram que é possível dormir melhor e beneficiar a memória quando o descanso ocorre em movimento.

O estudo divulgado nesta quinta-feira pelas universidades suíças de Genebra e Lausanne com hospitais da primeira mostra que um movimento lento e repetitivo durante a noite modula a atividade das ondas cerebrais, o que contribui para um sono mais profundo e o fortalecimento da memória.

O teste em humanos, comandado pelas neurocientistas Laurence Bayer e Sophie Schartz, da Universidade de Genebra, analisaram fatores como o ritmo cardíaco e respiratório e as leituras de uma eletroencefalografia em 18 adultos saudáveis durante o sono, a metade deles em camas fixas e a outra em movimento.

Os que dormiam em camas que balançavam “tinham períodos mais longos de sono profundo e menos despertares repentinos, um fator frequentemente associado com um descanso de má qualidade”, afirmou Bayer em comunicado da Universidade de Genebra.

Por outro lado, o movimento ajudou a sincronizar a atividade neurológica cerebral, que consolida a memória, por isso os indivíduos em camas fixas tiveram piores resultados que os outros ao serem questionados na manhã seguinte sobre pares de palavras que tinham visto na noite anterior.

Com resultados similares, a Universidade de Lausanne realizou testes em roedores e deduziu que a maior facilidade para dormir dos animais em movimento se deve à relação entre o sono e o senso de equilíbrio que muitos animais têm no ouvido interno.

Continuar pesquisando esta relação “pode ajudar a tratar pacientes que sofrem de insônia, desordens de comportamento e idosos que frequentemente têm problemas de sono e memória”, afirmou o professor Paul Franken, da Faculdade de Biologia e Medicina da Universidade de Lausanne.

About Jornal Brasileiras & Brasileiros