“Nossa função é ajudar com a experiência e a maturidade”

Rosana Almeida

A empresária, Rosana Almeida, mora em Orlando, há mais de 20 anos e nunca deixou de trabalhar. Vive ocupada, mas sempre acha tempo para o neto Lucas. 

“Meu neto me fez voltar ao tempo: brincamos de massinha, pinturas, vemos desenhos animados e agora ele está aprendendo as bandeiras,  está com 4 anos, mais esperto, já demostra mais interesse”.

Rosana entende quem não quer ou não pode ser “avó full time”, mas para ela ser avó tornou-se sua prioridade. 

“Não deixo minha vida profissional mas, não abro mão de acompanhar o crescimento de meu neto Lucas, que amo de paixão” – se declara. 

Lucas tem 4 anos é uma relação “incrível” com a avó, segundo ela:    

“ Me liga pelo I cloud, quer sempre estar em casa, e sempre dou um jeito, encontro tempo para levar e buscar na escola, ficar com ele, levá-lo para dormir em casa. Durante a pandemia, o ensinei a nadar. Temos uma relação muito próxima”.  

E ao contrário de muitas avós que trabalham e se sentem culpadas, ou, ficam tristes quando não podem ajudar os pais nos cuidados com os filhos, Rosana é bem resolvida. “Minha filha e meu genro até me protegem quando percebem que estou ocupada e não posso ficar com o Lucas, eles me poupam. Não há ressentimentos por parte deles, nem culpa da minha parte”.

Quando discorda dos pais da criança, espera um momento oportuno e se manifesta: “dou minha opinião e eles decidem. Minha filha, às vezes, não gosta, mas escuta, analisa com o marido. Aliás, acredito que é nossa função ajudar com nossa experiência, maturidade”.

Rosana segura o neto Lucas enquanto compartilha a foto com os bisavós do menino
Com 4 anos de idade, Lucas já demonstra aptidão para as Artes

About Jornal Brasileiras & Brasileiros