O mercado hoteleiro e o tráfico humano

Sabe-se que o Tráfico Humano é uma preocupação mundial e que vitimiza milhões de pessoas. O mercado hoteleiro é um dos mercados que os traficantes exploram com bastante frequência. De outro modo, o mercado hoteleiro está em uma posição ímpar e especial para ajudar na prevenção e combate do tráfico humano, especialmente no tocante a prevenção ao trabalho escravo e a exploração sexual. Portanto, desempenha assim, um papel vital nessa dura guerra. 

É necessário compreender como e em que grau o mercado hoteleiro pode afetar positivamente ou negativamente os esforços para combater o tráfico humano. Compreender ainda, o modus operandi dessa atividade criminosa e como as autoridades e agências envolvidas no combate ao Tráfico Humano planejam e executam suas ações para a erradicação dessa praga.

Há indicadores que os hotéis, em geral, assumem uma postura proativa e de tolerância zero em relação ao tráfico humano. Os esforços consistem principalmente em treinar funcionários, em como identificar e relatar atividades suspeitas de tráfico humano, adoção de políticas corporativas anti-tráfico humano, desenvolver parcerias importantes com organizações não governamentais e agências governamentais, e apoiar programas que ajudam as vítimas em recuperação para que possam obter oportunidades de emprego. 

Ainda assim, o mercado hoteleiro poderia ampliar suas ações para melhorar os esforços futuros, como por exemplo, a obrigatoriedade de treinamento de conscientização para todas as propriedades de hotéis e motéis, aumentando a transparência dos esforços por meio de relatórios anuais e introduzindo um programa de relatórios baseados em incentivos para o mercado hoteleiro.

Os empreendedores hoteleiros devem ter um papel ainda mais proativo no avanço dos objetivos anti-tráfico humano, sabemos que o objetivo principal dos empreendedores é maximizar os ganhos econômicos, porém, sabemos que as empresas também devem ser social e legalmente responsáveis ​​perante seus stakeholders. 

Estratégias de gestão, incluindo responsabilidade social corporativa e propostas legislativas podem oferecer  sugestões convincentes de como e o por que o mercado hoteleiro deve tomar uma posição ainda mais proativa na luta contra o tráfico humano. 

A ideia de que as empresas devem ser socialmente e eticamente responsáveis ​​para com suas partes interessadas – funcionários, fornecedores, investidores, consumidores e comunidades existe há décadas. Há uma “obrigação” dos empresários de seguir políticas de responsabilidade social, de tomar decisões ou de seguir linhas de ação desejáveis ​​em termos de objetivos e valores de nossa sociedade e para o bem comum.

A Hope & Justice Foundation, através do Programa EDUPREV, oferece Treinamentos Especiais Gratuitos para corporações, empresas de pequeno, médio e grande porte objetivando a Prevenção e Combate ao Tráfico Humano. 

São realizados treinamentos presenciais e virtuais. A informação e a educação são poderosas ferramentas de prevenção e combate ao Tráfico Humano. O empresário que tiver interesse em receber mais informações sobre o Programa EDUPREV da Hope & Justice Foundation pode entrar em contato através do website: www.hopeandjusticefoundation.org

About Jornal Brasileiras & Brasileiros