Redes Sociais e Autoestima

Eliana Barbosa

É inegável a importância das redes sociais como poderoso instrumento de publicidade e comunicação, bem como responsáveis por mudanças de comportamento e costumes. Pesquisas recentes têm demonstrado que as redes sociais influenciam diretamente – de forma negativa ou positiva – na autoestima de seus usuários, principalmente dos jovens. 

Aqueles que têm a autoestima fragilizada são propensos a se sentir rejeitados e com sua autoconfiança abalada quando suas publicações não são “curtidas” como eles gostariam, quando leem comentários negativos a seu respeito, ou quando se deparam com fotos de amigos ostentando passeios, romances e felicidade. 

Já as pessoas com a autoestima em alta usam as redes sociais para compartilhar  conteúdo relevante e positivo, o que lhes traz mais aprovação e admiração, fortalecendo, assim, sua marca pessoal. 

Veja aqui, então, 5 dicas de como usar as redes sociais de forma sensata e madura: 

– Evite ao máximo se expor

Nada de ficar ostentando seu corpo, o namorado ou marido, seus filhos, sua casa, seu carro, etc… Ostentação é sinal de insegurança e baixa autoestima. E a privacidade é um direito muito valioso para ser desprezado! 

– Nada de informar sua localização atual

Não é seguro para você, nem para seus familiares. Se quiser contar sobre um passeio, publique as fotos e comentários depois que voltar. 

– Jamais utilize as redes sociais para desabafar sobre alguém que o desagrada 

Se for preciso, diga à própria pessoa, por mensagem particular. Maledicência, falta de educação e de ética são formas de denegrir a sua própria imagem. 

– Use as redes sociais para espalhar o bem

Postando textos e vídeos que sejam de utilidade pública (inclusive denúncias comprovadas e sérias), assim como mensagens que sirvam para gerar motivação para seus contatos. 

– E, finalizando, utilize os três crivos ensinados pelo filósofo Sócrates (469 a.C. – 399 a.C): 

O crivo da Verdade (tenha absoluta certeza do que vai dizer), o da Bondade (o que for comentado deverá ser em benefício de alguém) e o da Utilidade (o que for dito deverá ser útil para as pessoas). 

Pense nisto!

About Jornal Brasileiras & Brasileiros