Salve o profissional de saúde

Muito se discute sobre a polarização entre tomar ou não tomar vacina contra o COVID-19. Desde o início da pandemia, vem ocorrendo uma politicagem em diferentes países, que subestimaram a gravidade do vírus em favor de seus interesses econômicos e ideológicos. Com raras exceções, governantes questionaram a Ciência, demoraram para implementar ações eficazes e acabaram confundindo a população com informações distorcidas. 

Para entender este impasse, o B&B quer focar, exclusivamente, no aspecto social que envolve a pandemia. Entrevista profissionais de saúde e cidadãos comuns que toparam compartilhar suas opiniões sobre o porquê tomar ou não tomar o imunizante.

Pouco mais de um ano de Covid-19, o cansaço físico e mental, o temor de se infectar e contagiar familiares, o distanciamento de amigos são fatores que já afetam o profissional de saúde que atua na linha de frente. Enfermeiros, equipes de transporte de pacientes, faxineiros e médicos apresentam sinais de exaustão física e muitos relatam seqüelas psicológicas, que poderão  ser irreversíveis mesmo depois de tudo isso acabar. 

Ainda nesta edição, temos artigos sobre Artes, Psicologia, Tráfico Humano, Tecnologia e Opinião de nossos colaboradores. 

Boa Leitura!