Segunda Geração

Desconsiderando a enorme variação nos dados que apontam o número de brasileiros que vivem nos Estados Unidos, o B&B abriu espaço para a “Segunda Geração” de brasileiros compartilhar com o leitor suas experiências como imigrantes.

De acordo com a mais recente pesquisa do US Census Bureau, 450,599 brasileiros vivem oficialmente no país. Enquanto algumas organizações culturais, câmaras de comércio, igrejas e diversos grupos sociais de brasileiros que aqui atuam, apontam um dado impressionante que beira a casa dos 3 milhões de pessoas.

Em vista dessa discrepância numérica, o B&B quer aqui apenas focar na qualidade das opiniões dos participantes, sem nenhuma pretensão de defender uma tese sobre a diáspora brasileira nos EUA.

Para discutir este tema, convidamos apenas filhos de brasileiros imigrantes que seguiram a decisão dos pais de deixar o Brasil. Todos, involuntariamente, tiveram e, ainda têm, que se adaptar ao estilo de vida americano. Este grupo enfrenta, diariamente, os desafios culturais, as dificuldades da língua, a distância da família no Brasil, o novo ambiente escolar, a disputa por vagas de empregos com os própios americanos, criar novos relacionamentos de amizades e afetivos, entre outros.

Entre as perguntas, o B&B focou na decisão dos pais em deixar o Brasil. Na dificuldade de adaptação nos EUA, tanto no âmbito pessoal, quanto em  comparação aos pais. Como lidam com a saudade e a distância do Brasil e de seus familiares. Para finalizar, abordaram aspectos como felicidade, realização profissional e planos para o futuro. Acompanhe suas opiniões nas páginas seguintes. Boa Leitura.