Sinais de alerta de tráfico humano

Anna Alvez_Lazaro

Você conhece alguém que já foi ou está sendo traficado? O tráfico de pessoas está acontecendo na sua comunidade?

O reconhecimento de possíveis sinais de alerta e o conhecimento dos indicadores do tráfico de pessoas são um passo fundamental para identificar mais vítimas e ajudá-las a encontrar a assistência de que precisam.

Uma das formas mais comuns de aliciamento de vítimas pelos traficantes são as propostas e promessas de uma vida melhor em países estrangeiros. São promessas de vida próspera com excelentes trabalhos e remunerações feitas em geral a pessoas que vivem uma vida de muitas dificuldades financeiras em seu país de origem e a jovens mulheres que sonham com uma carreira de modelo profissional.

As vítimas de tráfico são frequentemente de outros países e elas podem apresentar comportamentos e características típicas de pessoas traficadas. Mas o tráfico de pessoas também acontece dentro do próprio país, a vítimas são traficadas entres os Estados e até mesmo entre as cidades. Medo de autoridades policiais, por exemplo. O medo está sempre presente no olhar, nos gestos e atitudes, e na fala da vítima. Essas vítimas passam por um cruel processo de manipulação para submissão aos traficantes sob ameaças contra a própria vítima e seus familiares e isso faz com que a própria vítima proteja o seu traficante e não tente escapar.

Exibem sinais de trauma físico e/ou psicológico, como ansiedade, falta de memória de eventos recentes, hematomas, ferimentos não tratados.

É comum muitas dessas vítimas não se darem conta de que foram traficadas, ela acreditam que se apaixonaram pela “pessoa” errada, ou que apenas estão em um emprego ruim, ou que a “pessoa” que está fazendo isso não é de toda ruim , apenas é o “jeito”, “cultura” dessa “pessoa”.Esse é um comportamento característico de vítimas que são acometidas pela Síndrome de Estocolmo ou síndroma de Estocolomo (Stockholmssyndromet em sueco) é o nome normalmente dado a um estado psicológico particular em que uma pessoa, submetida a um tempo prolongado de intimidação, passa a ter simpatia e até mesmo amor ou amizade perante o seu agressor.

Vítimas do tráfico humano tem a sua liberdade de movimentação limitada, seu direito de ir e vir livremente sem “supervisionamento” é restringido. Exerce “trabalho” não remunerado ou insignificantemente remunerado. Todo seu dinheiro e documentos ficam retidos por “gerentes”. Não tem nenhum ou quase nenhuma acesso a cuidados médicos, pois os médicos e hospitais podem reportar a polícia qualquer situação suspeita.

As vítimas do tráfico sempre estão em dívida com alguém , pois essa dívida nunca é quitada. Elas não tem passaporte ou o passaporte está em posse de terceiros.

Uma das estratégias utilizadas por traficantes de pessoas para desviar a atenção sob eles e suas vítimas é sempre estar mudando as vítimas de lugares, áreas, cidades, Estados e Países, o que dificulta muito a localização e resgate dessas vítimas.

Os traficantes de pessoas são exímios manipuladores, verdadeiros mestres da manipulação, não é incomum eles controlarem suas vítimas através de rituais satanicos e bruxarias.

Identificando os sinais de vítimas 

de Exploração Sexual

As casas em bairros residenciais, motéis, resorts, hotéis turísticos, hotéis residenciais comuns estão sendo usados ​​cada vez mais para prostituição e para manter vítimas do tráfico para exploração sexual. Além de lugares mais tradicionalmente usados para esse propósito como bordeis, strip clubs, casas de massagens, saunas, etc.

As pessoas forçadas à exploração sexual são transportadas entre esses lugares mencionados, e também de cidade para cidade, ficando “hospedadas” neles. Pode-se observar nessas pessoas uma quantidade limitada de roupas, das quais a maioria são roupas sensuais e provocativas, roupas tipicamente usadas por protitutas. Essa pessoas são forçadas ao uso de drogas ilícitas, forçadas, coagidas e intimidadas a prestarem serviços sexuais e são submetidas a sequestro, agressão e estupro.

Não viajam sozinhas e livremente, repassam o dinheiro recebido para um cafetão e/ou traficante.

É comum essas vítimas serem tatuadas como “gado”, as tatuagens exibidas identificam que são propriedades de um traficante. As tatuagens mais conhecidas são: código de barra, símbolo do dinheiro ($), nome do cafetão como “propriedade de John”, ou o nome “Daddy”.

Identificando vítimas do 

trabalho forçado

Onde todo o trabalho é feito sob a ameaça, coação , intimidação e imposição de uma penalidade caso a pessoa não realize bem o trabalho . Quando a pessoa não se ofereceu voluntariamente  foi forçada e não consegue sair da situação, pois é mantida presa ou sob ameaça.

Se for observado ameaça ou dano físico real com restrição do direito de ir e vir ou confinamento. Além disso servidão por dívida, ou seja, trabalhando para pagar uma dívida ou empréstimo, muitas vezes a vítima recebe muito pouco ou nada pelos serviços, devido as deduções, retenções ou reduções excessivas de salários. Também, retenção de documentos, passaporte. Ameaça de revelar às autoridades um status de imigração irregular. Empregador é incapaz de produzir os documentos necessários para oficializar a relação de trabalho, não cumprir as normas de saúde e segurança adequadas. Utilizar de requisitos para pagar por ferramentas e alimentos, ou local de acomodação, dedução de impostos realizadas pelo “ empregador” sem nenhuma base legal, salário inferior ao salário mínimo, sem acesso ao contrato de trabalho, horas de trabalho excessivas / poucas pausas está caracterizado o crime de trabalho escravo, trabalho e, regime de escravidão e então esse “empregador” criminoso deve ser denunciado.

Identificando sinais do Abuso e 

Exploração Sexual infantil

Crianças e adolescentes são os alvos mais vulneráveis, mais fáceis de serem alcançados pelos predadores. Pela inocência da criança, pela rebeldia e impulsividade da adolescência, por todas as características de vulnerabilidade dessas fases são as mais frequentes vítimas. Os predadores são conscientes da fragilidade desses alvos e se sentem poderosos e dominadores diante deles desenvolvendo assim as mais diversas formas de abordagens. Tais abordagens podem ser de forma rápida, violenta e fatal, ou podem ser de forma lenta, astuciosa, sensível e constante . É muito importante a vigilância ininterrupta dos pais e responsáveis sob suas crianças e adolescentes.

Você pode perceber quando uma criança ou adolescente pode estar sendo vitimada por um predador através de muitos sinais, mas vejamos aqui, alguns deles: crianças e adolescentes que passam muito tempo longe dos pais sem que estes saibam onde eles estejam e com quem estejam , escondem amizades, conversas, criam uma atmosfera de segredos e exigem privacidade. Privacidade é algo para adultos responsáveis e independentes, não para crianças e adolescentes.

Quando a criança ou adolescente aparece constantemente com dinheiro e/ou presentes inexplicáveis, sinais de uso de álcool ou drogas.

“Amigos” mais velhos sempre prontos a ajudar, presentear, fazer as vontades há grandes chances desse “amigo” ser um predador.

Está sendo convidado por pessoas mais velhas para atividades que não condizem com a idade da vítima. Visto entrando e saindo de veículos e casas de adultos desconhecidos. Evidências de agressão física e sexual, doenças sexualmente transmissível, apresentando sinais de baixa auto-estima, auto- mutilação, transtorno alimentar, agressividade, isolamento e medos.

Identificando algumas atividades criminais associadas ao crime 

de Tráfico Humano

A pessoa (vítima do tráfico) é recrutada e forçada/aliciada a realizar alguma forma de atividade criminosa, como furtar carteiras, cultivo de maconha e se beneficiar de fraude.

Propriedades utilizadas para os crimes tem suas janelas permanentemente cobertas por dentro com placas de madeira, papelão e uso de grades. As visitas a estes locais ocorrem em horários incomuns. A propriedade pode ser residencial ou comercial . Barulhos, ruídos incomuns vindos da propriedade. Mau cheiro, odores estranhos, pessoas vigiando as entradas e saídas, vigiando a área externa da propriedade.

Se você passar por uma propriedade e identificar tais sinais não se omita, ainda que você não tenha 100% de certeza. Seu gesto poderá salvar vidas. Lembrando que as denúncias podem ser anônimas.

Identificando os sinais do tráfico 

humano para a servidão doméstica

A escravidão doméstica é forma particularmente grave de negação da liberdade; isso inclui a obrigação de fornecer determinados serviços e a obrigação de morar na propriedade de outra pessoa sem a possibilidade de alterar essas circunstâncias. Em geral a vítima vive e trabalha para uma família em casa particular. É tratada de forma rude, fria, humilhante, sendo proibida de comer na mesa da família, não pode utilizar os demais banheiros e dependências comuns da residência e tem um pequeno quarto e banheiro separados do restante da família. Forçada a trabalhar 24 horas por dia, sem direito a descanso. Proibida de sair sozinha, sai somente como o empregador. Apresenta desnutrição, medo, tristeza e até marcas de violência física. Vive sob a ameaça do “empregador” em ser acusada de crime se tentar escapar.

Para solicitar ajuda ou denunciar suspeita de tráfico de seres humanos, ligue para a Linha Direta Nacional de Tráfico de Pessoas, 1-888-373-7888 ou envie o texto “Help” para BeFree (233733). Junte-se à luta!

Receba alertas e atualizações de ações sobre tráfico de pessoas através do Instagram @hopeandjusticegroup

About Jornal Brasileiras & Brasileiros