UM DESAFIO ENCANTADOR

Anica Beara

A coragem de mudar sua vida às vésperas de completar 60 anos.

Para muitos pode parecer loucura, pois em uma fase da vida na qual a grande maioria começa a buscar mais tranquilidade e quietude, quase encerrando as atividades profissionais, eu segui na contramão e decidi dar uma grande guinada.

É sim perfeitamente possível. Fácil? Claro que não! Afinal, deixar para trás um programa de TV que comandei por 18 anos (na TV Alphaville, bairro onde morei por mais de 30 anos), a família, a estabilidade, os amigos de uma vida inteira e simplesmente começar do zero, sem saber onde trabalhar e o que fazer?

O que me motivou? Meus pais haviam falecido e meu único filho Alex, estudava em Massachussets. A saudade aumentava cada vez mais. Morar na Flórida seria o ideal, para  visitar meu filho com maior frequência. Como eu não gosto de frio, Massachussets estava fora dos meus planos. Orlando, eu já conhecia, pois havia feito inúmeras gravações e entrevistas para os especiais de férias do meu programa na TV Alphaville. Minhas primeiras matérias foram realizadas com Richard Harary da Macrobaby, Tony e Clô Santos da Innovation, Gilson Rodrigues, na época com o Vittorio’s e Pablo Rosemberg da Perfumeland. Os quatro me foram apresentados pelo morador de Alphaville João Arruda Pires, que era o presidente da Câmara do Comércio. Depois conhecí Rosana de Almeida, que se tornou uma grande amiga e me ajudou muito. Costumo dizer que conheci as pessoas certas e isso foi fundamental para eu tomar minha decisão sobre viver em Orlando.

“Não duvide de sua capacidade. Não desista. Não desanime. Só você pode acabar com seus sonhos.”

Claro que no início, tudo é bem mais complicado. Em Alphaville circulava com facilidade no meio empresarial, social e político, era uma pessoa muito conhecida e com uma carreira reconhecida. Recebi vários prêmios como apresentadora e promotora dos eventos da região.

Afinal, o programa Anica Beara era o mais tradicional da TV Alphaville. Entrevistei Pelé, Hebe, Antonio Fagundes, Fábio Junior, Maitê Proença, The Platters, Gugu Liberato, e muitos outros.

E quando decidi morar em Orlando, em outubro de 2014, sabia que seria uma conquista diária. Deveria construir meu nome, minha marca, mostrar para as pessoas o meu trabalho, minha longa trajetória profissional feita com muito amor e dedicação.

Como a maioria de nós imigrantes, passei momentos bem difíceis de adaptação, como a falta de conhecimento e domínio do local, mas nunca desanimei. Sempre tive muita fé e Deus colocou pessoas especiais em meu caminho. Impressionante como construímos uma nova família aqui, ganhei irmãs, irmãos e muitos sobrinhos. É lindo ver como as pessoas que vibram na mesma sintonia que você, vão entrando em sua vida e tudo fica mais leve, mais feliz.   

Esse meu espírito inquieto, herdei dos meus pais. Imigrantes da antiga Iugoslávia, que após a segunda guerra, iniciaram uma nova vida no Brasil. Eram pessoas determinadas e sempre prontos a recomeçar.

Quando olho para trás, vejo que minha vida foi um constante recomeço, que o novo sempre é desafiador e fascinante. Comecei a trabalhar muito cedo, com 15 anos, como recepcionista. Passei por diversos departamentos e aprendendo sempre, aos 17, já estava trabalhando na Du Pont do Brasil e tinha uma bela carreira pela frente. Mas o desejo de ser manequim falou mais forte e abandonei a promissora  carreira na Du Pont para iniciar do zero uma profissão bastante difícil na década de 70. No início foi bem complicado, mas durante os 7 anos de passarela construí uma sólida carreira e tive o prazer de desfilar para grifes de sucesso e para os mais importantes nomes da alta costura brasileira, inclusive com desfiles feitos em Paris, Lisboa e Buenos Aires. Deixei as passarelas para produzir desfiles e fotos, até que surgiu o convite para ser Coordenadora de Moda da Santista Têxtil, uma das maiores indústrias da moda. Anos mais tarde, abriu-se uma nova porta em minha vida profissional, a TV. Um novo recomeço, desafiador, mas apaixonante. Como sempre em minha vida.

E agora, além dos eventos e apresentações que faço entre Orlando e Alphaville-SP, tenho um novo desejo: retomar a carreira de modelo, já que as sênior models estão cada vez mais em alta. A vida me ensinou a nunca dizer que é tarde ou que é difícil. Não duvide de sua capacidade. Não desista. Não desanime. Só você pode acabar com seus sonhos.

E como meu sonho é voltar a ser modelo, bora lá, mais um desafio encantador!