Violência Doméstica nos EUA

Anna Alves-Lazaro

A violência doméstica é um crime com violência ou abuso em ambiente doméstico, como em coabitação ou casamento. Frequentemente usada como sinônimo de violência por parceiro íntimo, que envolve um cônjuge ou parceiro íntimo. Porém, pode acontecer a qualquer pessoa de qualquer idade e pode ocorrer tanto em relações heterossexuais como em relações homossexuais. A violência doméstica também pode incluir violência contra crianças, pais ou idosos e pode assumir várias formas, incluindo abuso físico, verbal, emocional e sexual.

O agressor geralmente acredita que o abuso é um direito, aceitável, justificado ou improvável de ser denunciado. As vítimas, muitas vezes, sentem-se presas pelo agressor em situações de violência doméstica por meio do isolamento da família e amigos, falta de dinheiro, medo, vergonha, aceitação cultural, poder e controle.  As vítimas podem desenvolver deficiências físicas e problemas crônicos de saúde, bem como distúrbios psicológicos graves.

Nos Estados Unidos, cerca de 10 milhões de pessoas sofrem violência doméstica todos os anos. De acordo com a Coalizão Nacional contra a Violência Doméstica, cerca de 20 pessoas por minuto são abusadas fisicamente por um parceiro íntimo. Cerca de 1 em cada 4 mulheres e 1 em 9 homens experimentam violência física grave pelo parceiro íntimo, violência sexual e / ou perseguição do parceiro com lesão, PTSD, contração de DST, etc.

Se você ou alguém que você conhece é vítima de violência doméstica, vários recursos estão disponíveis para ajudar.  

Ligue para a Linha Direta Nacional de Violência Doméstica em 1-800-799-SAFE (7233). Em Orlando, Flórida a  Hope & Justice Foundation atende vítimas de violência doméstica através de equipe multidisciplinar com profissionais licenciados na área de aconselhamento, saúde e jurídica. Além de oferecer Programas de suporte às vítimas.

Entre em contato com a Hope & Justice Foundation através do e-mail: contact@hopeandjusticefoundation.org e conheça os serviços e programas oferecidos. 

Quebre o silêncio, busque ajuda! 

About Jornal Brasileiras & Brasileiros