Viva o ano novo, o novo “novo” e aos “novos normais”! 

Rafael Vergne Viana

Muito difícil para mim escrever sobre uma data tão comemorativa, tão festiva, em tempos tão difíceis; mas, assim como o resto da humanidade, aqui estou eu, vivendo, e vencendo diante de ti, caro leitor!

Peguei Covid, encontrei um estágio abaixo do “sem grana” que não conhecia e não queria conhecer, risos com lágrimas hehehe, vi muitas coisas bastantes difíceis de aceitar acontecer, como os muitos que nos deixaram neste ano, e não tem como não concordar que foi realmente um período difícil para nós, meros terráqueos.

Mas agora eu preciso tocar pra frente, e acho que você também. Acho que o mundo precisa tocar pra frente, de mascarazinha e álcool em gel na cintura, devemos ir rompendo, eu acho que sim!

Porque o mundo está contando conosco, com nossa inovação, com nossas invenções e nossas novas adaptações ao novo normal, e muito esperam por uma atitude sua, isso mesmo, sua, eu falo.

Seja pela fé, pela perseverança, pelo seu natural e inquieto potencial de se mobilizar, não podemos esquecer que viemos nos movendo nesta ópera há milhares de anos, e entra ano e sai ano, e continuamos vencendo! Sim, vencendo! Amigo leitor, eu te garanto que diante do que nem passei, mas sim, vi pessoas passarem. Se você está lendo este artigo meu querido (a), pode levantar o punho da sua preferência para o alto, e dar seu grito de campeão!  Porque você até agora, vem vencendo uma batalha bastante difícil!

Mas para todo campeão tem os troféus, e quais seriam os nossos prêmios neste tiroteio? Muitos avanços e diversas tecnologias foram catapultadas pela necessidade, e veremos isso no futuro.

Assim como os melhores executivos do Brasil hoje, são os respeitados sobreviventes dos tempos loucos da hiperinflação, seremos muito mais fortes e conscientes depois de toda essa agonia acabar!

Se você ver alguém questionando sobre o tempo de eliminação de tudo isso, responda: O mundo não vai se reeducar da noite pro dia. Porque para vencermos juntos isso tudo, teremos sim, que nos reeducar.

Teremos que levar mais a sério o fator higiene e prevenção, e isso tem que virar rotina, isso tem que virar cultura, nossas mãos vão ter que se acostumar com o geladinho do álcool e vamos ter que inventar ou reinventar formas de nos proteger mesmo; e quando tudo isso virar o simples normal de nosso cotidiano, aí sim, estaremos livres de um vírus como este que nos atingiu em 2020, e a erradicação de doenças serão apenas as consequências, de um mundo mudado. E isso, convenhamos meu caro leitor, demanda tempo!

Muitos investidores têm mais oportunidades de avaliar empreendimentos domésticos, ideias que somente saíram do forno porque os donos delas tiveram que parar em casa para escrever.

Empresas se reinventaram diante de grandes prejuízos e inovam levando seus funcionários para suas casas inaugurando uma era de grandes lucros, pela falta de gasto com o desnecessário.

Pessoas que estavam descartadas do mercado, aparecendo com força nos trend topics do mundo business, se encontrando no meio de necessidades específicas, sim, eles e elas renasceram.

Renasceram e nasceram grandes empreendedores, grandes educadores, fomos forçados a engolir a importância dos professores, ainda que remotamente, ao menos aqueles que não sabiam.

Profissionais foram induzidos a avaliar outras áreas de atuação das suas profissões, e coisas novas nascem a cada dia. Sim, eu ainda não consigo fechar a conta, e nem sei se vou, mas avançamos muito e muito neste ano, eu garanto meus amigos! Avançamos e muito!

Avançamos no refletir das palavras, avançamos no raciocínio daquilo que não tínhamos tempo de pensar, avançamos em relacionamento com nossos filhos e esposas, e maridos, avançamos sim.

Avançamos no retroceder, na freada de nossa incontrolável e desenfreada vida, muitos que olhavam para prédios, acabaram seus finais de semana diante de lagos, ao lado dos filhos, não adianta, eu garanto, avançamos!

O que eu não garanto seria poder mensurar todo este avanço, e nem o tamanho dos prejuízos, mas mudamos nosso mundo de sobrenome, e 2021 nos aguarda, sim, o próximo ano, nos espera com uma grande vontade de avaliar nossas novas atitudes, nosso novo normal, e a natureza vai continuar respondendo cada atitude que entregamos a ela, vamos vivendo, “avançando”, vamos rompendo.

Eu quero parabenizar aqueles que tiveram o ano como um dos melhores de suas vidas, e quero deixar uma mensagem de fé e de paz para aqueles que foram surpreendidos em 2020:

A nossa caminhada no tempo é inevitável, se você deu o próximo passo, pode ter certeza, você está melhor do que antes, então parabéns! Você é um campeão!

Viva o ano novo, o novo “novo” e aos “novos normais”!

About Jornal Brasileiras & Brasileiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.