Wagner Moura afirma que continuará produzindo filmes latinos sem estereótipos

Wagner Moura afirmou que o filme “Sérgio”, no qual ele estreia como produtor de cinema, foi o primeiro dos vários nos quais ele pretende explorar conteúdos latino-americanos em Hollywood, mas sem estereótipos.

“Tenho um plano muito ambicioso, que é produzir em Hollywood conteúdos latino-americanos que não reforcem os clássicos estereótipos da nossa população”, afirmou Moura, em uma conferência na Rio2C, o maior evento de criatividade da América Latina e que acontece até domingo na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

“‘Sérgio’ foi o meu primeiro filme com essa filosofia e penso em continuar nesse caminho”, acrescentou o ator.

Moura é produtor e protagonista de “Sérgio”, que conta a história do diplomata brasileiro Sérgio Vieira de Mello, assassinado em 2003 em um atentado no Iraque quando estava em uma missão como enviado especial da ONU. O filme, produzido pela Netflix, já foi concluído e será lançado nos próximos meses.

“Foi a minha primeira experiência como produtor. Foi uma mudança brusca da atuação para a direção”, declarou.

Moura destacou a importância da Netflix para os produtores brasileiros de audiovisual no momento no qual o setor atravessa uma série de crises.

“Não imagino que um filme sobre um personagem brasileiro tivesse apoio de algum dos grandes estúdios de cinema americanos. Apenas a Netflix aceitou produzi-lo”, disse.

No mesmo evento, o diretor de conteúdos da Netflix, Ted Sarandos, anunciou que a plataforma fará nos próximos meses 30 novas séries e filmes brasileiros.

“Uma parte do meu trabalho é encontrar grandes contadores de histórias. A paixão de Wagner por Sérgio me levou a passar muitas horas lendo sobre a sua história e a me interessar”, revelou o executivo da Netflix. A cinebiografia sobre o brasileiro começa pouco depois do atentado contra o Hotel Canal, em Bagdá, com o diplomata, sob os escombros, lembrando suas polêmicas opções profissionais.
O filme é dirigido por Greg Barker (“Caçada”) e conta no elenco com a atriz cubana Ana de Armas, no papel da economista argentina Carolina Larriera, noiva de Sergio, assim como Garret Dillahunt, Will Dalton, Clemens Schick e Brían F. O’Byrne.

About Jornal Brasileiras & Brasileiros